Notícias

a-
a+

Valadares Filho protesta contra aumento dos combustíveis

23.05.2018

O deputado Valadares Filho (PSB-SE), em pronunciamento feito hoje, fez um apelo ao governo federal para rever a política de reajuste dos combustíveis adotada pela Petrobras.

Nos últimos dezessete meses, o diesel subiu de preço onze vezes.  Na semana passada foram cinco aumentos. Esta semana, em meio de uma manifestação dos caminhoneiros, a Petrobras anunciou o sexto aumento consecutivo. Já a gasolina, desde julho de 2017,  subiu cerca de 60%.

A política de reajustes adotada pela nova gestão da Petrobras está vinculada à cotação do dólar e do barril de petróleo no mercado internacional. Valadares Filho destaca que cada vez que o dólar sobe, os brasileiros pagam mais caro pelo combustível. “Essa é uma política de reajuste perversa, pois nós brasileiros não recebemos em dólar”.

O Brasil é um país de dimensões continentais que utiliza como principal meio de transporte de mercadorias as rodovias.  Assim, o aumento dos combustíveis desencadeia aumentos em quase todos os tipos de produtos consumidos pelos brasileiros. “Aumento do combustível significa que o brasileiro vai pagar mais caro, não só pelo combustível mas pelo alimento que chega à mesa, por medicamentos, por utensílios domésticos”.

Pressionado pela paralisação dos caminhoneiros, o governo federal anunciou que fez irá zerar a cobrança da CIDE, um dos impostos cobrado sobre o preço do diesel. Mas no entendimento de Valadares Filho, essa medida não resolve o problema, apenas promove uma pequena redução no preço total.

“A solução somente virá com a mudança da politica de reajustes adotada pela Petrobras, ou seja com a desvinculação do preço dos combustíveis do mercado internacional”.

©2013. Deputado Valadares Filho. Direitos reservados.